No Root! ScreenShot It

Bom, estou inciando, com este post, um projeto de reunir alguma documentação útil sobre programas para Android. Existem milhares de sites que fazem análise de programas, mas, aqui vou tentar dar um enfoque um pouco diferente, mais prático para usuários da área de computação, principalmente os mais antigos. Também vou procurar dispor dicas, truques e funções mais escondidas dos mesmos.

Read more ...

Rooting Charm/MB502 + Sqlite3

Embora os aparelhos com Android são muito poderosos, eles limitam em muito os usuários avançados, programadores e hobbystas. Por debaixo do "capô" de um celular android, se encontra um ambiente Linux quase completo, porém limitado aos poderes de um usuário comum.

Neste artigo vou relatar a experiência que tive deixando meu Motorola Charm/MB502 como root (inicialmente para fazer o tethering da rede 3g, mas posteriormente para instalar a ferramenta de linha de comando do sqlite)

Read more ...

Dominando o BASIC para Android

Esta é uma série de artigos para quem gostaria de programar seu Android de maneira mais suave do que instalar um SDK, Java, Emulador, etc.. Existem algumas boas opções para desenvolver programas simples, úteis ou apenas por hobby. Todos os artigos são baseados nos modelos que existiam nos ano 80, onde os computadores vinham apenas com um BASIC instalado e um manual.

Neste primeiro artigo, vou mostrar os primeiros passos para dominar o básico da programação em linguagem BASIC para Android. Quem tiver boa memória, logo perceberá que ele é baseado no livro "Dominando o Expert" da editora Aleph. Na medida do possível estarei cobrindo as duas versões de BASIC que existem para celulares, o RFO-BASIC, e o Mintoris Basic.

Read more ...

Desenvolvimento Old School para Android

Quando falamos em desenvolvimento para Android, logo pensamos em SDKs complexos, programação java, aplicativos profissionais, etc.. Porém, existe um tipo de programação que está um pouco fora de moda hoje em dia, que é a programação hobbysta. Nos anos 80 era comum os computadores serem programados de maneira descompromissada, como hobby, ou para desenvolvimento de pequenos aplicativos, até mesmo por profissionais que não eram da área de T.I.

Read more ...